HANGAR_OFICIAL Hangar » 3º Amazon Music mistura feira de negócios e festival de música
OS Pará 2000 é:

Notícias

13/02/2019

3º Amazon Music mistura feira de negócios e festival de música

Reunir empresas e marcas de instrumentos musicais, profissionais da música, áudio e iluminação com a proposta de gerar negócios, fazer a prospecção de marcas e aproximar lojistas da classe musical da Amazônia é o objetivo da 3ª edição Amazon Music, que acontece nos dias 15 e 16, no Hangar Convenções & Feiras da Amazônia.

Considerada uma das maiores feiras nacionais de música, o evento contará ainda com shows com foco em dois estilos: o gospel e o rock. O primeiro dia será dedicado ao universo gospel, com atrações como Patrícia Queiroz.

Com mais de 20 anos de ministério de louvor, a cantora investe no canal no Youtube, nas redes sociais e plataformas musicais para levar o seu louvor ao maior número de pessoas possível. Outra atração é Isadora Pompeu, 19 anos, considerada a revelação do gospel nacional. Natural de Caxias do Sul (RS), a cantora coleciona sucessos como “Oi, Jesus” e “Minha Morada” e foi lançada pela Musile Records, um dos principais selos de música cristã do País. Ao postar seus vídeos na internet, Isadora chamou a atenção até mesmo do jogador da seleção Neymar Jr., que gravou um vídeo só para parabenizá-la.

“Baseado no enredo do nosso evento, que é o encontro das tribos, nossa ideia desde o começo é trazer o público do cenário gospel, uma vez que eles são de vital importância para o sustento do mercado de instrumentos musicais e audioprofissional do Brasil. Esse mercado gospel significa, dentro desse universo de instrumentos musicais, aproximadamente 70% do consumo nacional. Então, em nenhuma situação no Brasil até hoje tinha sido feito algum evento que trouxesse esse cenário. Por isso, contratamos artistas renomados aqui no Estado, como a Patrícia Queiroz, que tem um público fiel muito grande, Isadora Pompeu, que é uma revelação nacional, que tem mais de dois milhões de seguidores, e Weslen do Preto no Branco, que é uma grande referência. A gente acredita que o primeiro dia do evento, com esses artistas e mais os convidados que fazem parte desse cenário, a gente vai conseguir uma interação e gerar muito network entre mercado, lojistas de instrumentos musicais e toda essa cena gospel”, falou Eduardo Maia, organizador do evento, que trabalha dentro do mercado de instrumentos musicais há mais de 25 anos.

ROCK

No segundo dia do evento, o destaque será para o gênero do rock, com show da banda paraense Stress, a primeira banda de heavy metal do Brasil e da América Latina, que vai aproveitar a ocasião para lançar o novo álbum, "Devastação". Além disso, tem apresentação da The Pink Floyd Experience - Tributo a Pink Floyd, que tem um trabalho com enfoque na precisão dos arranjos originais, tentando soar o mais próximo possível do som que ouvimos nos discos do Pink Floyd.

ESFORÇO PARA ALAVANCAR O MERCADO LOCAL

E para completar, tem ainda a banda paraense Álibi de Orfeu, que vaiapresentar um novo material autoral, uma ópera rock intitulada “Desterro”, disponibilizada na íntegra nas plataformas digitais como Deezer, Spotfire, Google, Music entre outros.

“Nosso grande objetivo é o regate do rock dentro do cenário de instrumentos musicais, uma vez que é um estilo que está um pouco esquecido pelos grandes centros e isso faz com que gere mais visibilidade para o setor. Hoje a gente não escuta mais os grandes guitarristas, não existem mais os solos de guitarra tocando, não dá mais visibilidade para bateristas, contrabaixistas e tecladistas, parece que hoje só existem os vocalistas e o pessoal que toca funk. Então, a gente resolveu prestigiar os grandes nomes daqui do rock, como Stress, Álibi de Orfeu, uma banda tradicional com mais de 30 anos de estrada, e trouxemos uma atração couver do Maranhão para valorizar um pouco mais o evento e ainda vamos contar com a presença da orquestra de percussão da terra mostrando um pouco das ações sociais que eles desenvolvem, e Kleber Tayrone, que é um grande parceiro nosso que vai estar fechando com chave de ouro esse grande evento”, contou Maia.

A terceira edição da feira é uma realização da Gravadora Pimenta Produções Artísticas, MGM, Conceito A, Música S.A e GM Expert, e pretende mobilizar em torno de 10 mil pessoas por dia nos shows, mas dentro do núcleo de negócios do evento a estimativa é de 3 mil pessoas circulando. “A nossa feira tá bem maior, estamos trazendo aproximadamente 50 expositores mundialmente consagrados, levamos para um lugar maior, o Hangar, até para mostrar o tamanho e as condições que o Estado pode oferecer para esse grande encontro comercial, numa expectativa de movimentação financeira de em torno de R$ 50 milhões”, destacou Maia.

CAMPANHA

A grande novidade dessa terceira edição é a campanha de arrecadação de instrumentos musicais que o evento vai fazer para ajudar crianças e adolescentes. “Nos vamos fazer uma grande ação, onde todos os visitantes do evento, expositores e clientes, vão ceder instrumentos musicais que vamos doar após o evento para comunidades que praticam musicalização com intuito de tirar as crianças das ruas e do meio das drogas. Essa ação social já fizemos em Florianópolis e agora a gente tá trazendo para cá”, disse o organizador.

Eduardo Maia, que é paraense, disse que participou de toda a cena que aconteceu nos anos 80 pra 90, com grandes eventos e projetos culturais que a gente tinha aqui no Pará. Então, diz conhecer muito bem o cenário local e o tamanho da classe musical. Por isso, acredita que um evento desse porte pode se tornar um passaporte para todo esse conteúdo musical e cultural que o Estado tem.

“As pessoas encaram o mercado da música apenas como diversão, não olham o que tem por trás, o quanto isso agrega realmente no desenvolvimento social e comercial ao redor. Trazer esse evento nos custa muito caro, pagamos passagens aéreas, hospedagem e alimentação para todos os empresários que participam, é difícil você, como organizador, depender da venda de ingressos para tentar ter recursos e lucro dentro do evento”, finalizou ele.

STRESS MOSTRA NOVO DISCO NA FEIRA

O primeiro disco de heavy metal nacional foi lançado há 37 anos por quatro jovens paraenses. O Stress, banda formada em 1977 por adolescentes que estudavam junto e gostavam do “triunvirato do rock” - Deep Purple, Led Zeppelin e Black Sabbath - foi o responsável por essa façanha. “Os paraenses pioneiros do heavy metal brasileiro e da América Latina voltaram com toda força, com a energia de garotos e a maturidade dos masters”, declarou Roosevelt Bala, vocalista da banda. É isso mesmo!

A banda, que tem 40 anos de carreira, lança hoje, 16, às , num show dentro da Amazon Music, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia, seu novo álbum “Devastação”, com 11 faixas, tendo como temática a degradação do meio ambiente, mais especificamente das florestas.

Da formação original, estão de volta o próprio Roosevelt e o baterista André Chamon. O guitarrista Emerson Lopes completa o time. “Hoje, com toda a experiência de 40 anos de carreira, conseguimos lançar um produto de alta qualidade, no nível das maiores bandas nacionais e internacionais. O 'Devastação' veio pra entrar na história do rock/hard/heavy mundial. O diferencial é que é contado em português, nossa língua pátria, com sonoridade impecável, bem tocada e bem cantada, com letras de grande conteúdo crítico, social e mensagens de reflexão”, falou o vocalista.

O processo de composição do novo álbum iniciou em 2017, mas a banda entrou no estúdio apenas em janeiro de 2018 e finalizou tudo somente em dezembro do mesmo ano. A finalização, mixagem e masterização do disco foi feita num estúdio em São Paulo. “Dessa vez foi feito com toda calma, no capricho, coisa que não conseguimos nos outros trabalhos anteriores, sempre na correria pra otimizar custos de estúdio. Usamos os melhores equipamentos para captação, microfones, amplificadores e estúdios com técnicos capacitados. Pra completar, a parte gráfica, arte de capa e fotografias, foram feitas por grandes artistas, a 'cereja do bolo'. Finalmente conseguimos um resultado que já merecíamos há 4 décadas”, disse Bala.

A banda pretende percorrer o Brasil para divulgar o novo álbum e já planeja uma tour pela Europa. “É o momento de levar o show dos pioneiros onde for possível... Um grande show em São Paulo está sendo programado, lá somos muito bem recebidos, temos um público fantástico. Depois, pretendemos fazer uma tour pela Europa, com o apoio da nossa gravadora lá, a Metal Soldiers Records”, adianta.

O último lançamento do Stress foi um single em 2014. “Depois do último álbum de estúdio, lançamos alguns singles e um álbum ao vivo em 2009, o Live ‘n’ Memory, que ganhou a Europa e o mundo pelo nosso selo “Metal Soldiers”. Esse selo já relançou toda nossa obra para o mundo, incluindo um álbum 'Tributo', interpretado por várias bandas conceituadas do Brasil nesse estilo, uma senhora homenagem", diz bala.

A 3ª edição Amazon Music acontece nos dias 15 e 16 de fevereiro. No Hangar, Centro de convenções da Amazônia (Av. Dr. Freitas, SN – Marco).

Os ingressos tem preços de R$ 40 e R$ 20 reias (meia entrada). O acesso pista para área VIP a R$ 40, área VIP com foto no camarim a R$ 80. Venda nas lojas Chilli Beans ou pelo site www.portalmusicasa.com.br.

Informações: (91) 99178-3054 / 980691974

(Aline rodrigues/Diário do Pará)

Agenda

 

Nas redes

Centro de Convenções e Feiras da Amazônia

Av. Dr. Freitas s/n - Marco - Belém - Pará - CEP: 66.613-902

Fone: (91) 3344-0100 | E-mail: comercial@hangarpa.com.br

Mantido por